Concurso público do município tem impacto positivo na arrecadação do PREVDANTA


Sob a presidência do vereador Geraldinho do Quito, Câmara de Córrego Danta teve reunião tranqüila na noite de terça-feira (18/9).  

INDICAÇÕES

Vereador Gustavo Luís Martins Garcia

Indica, que seja estudada, a possibilidade de retirar os canteiros existentes no centro do calçadão Luís Henrique de Matos, localizado na Praça da Matriz, com a finalidade de aumentar o espaço físico.

 

Vereadora Lecinei Aparecida dos Reis Afonso

Indica que seja verificado junto à  CEMIG o motivo da constante falta de energia elétrica em parte da Rua Professor Joaquim Baía, como também na zona rural.

Vereador Heleno Corrêa

Indica que seja providenciado, com urgência, a construção de uma ponte de acesso a Fazenda Ribeirão, Região do Bananal.


MOÇÕES DE APLAUSOS

De autoria do vereador Gustavo Luís Martins Garcia, aos servidores públicos do município, SILVÉRIO DE OLAIR COSTA e ANDRÉIA CRISTINA ALVARENDA, pelo excelente serviço prestado ao PREVDANTA – Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Córrego Danta. 

PREVDANTA NA CÂMARA 

Durante a sessão plenária da Câmara, o presidente do PREVDANTA, Silvério de Olair Costa, e a Tesoureira, Andréia Cristina Alvarenga, falaram sobre o impacto do concurso público municipal para o instituto.

Segundo eles, em dezembro de 2017 eram 129 servidores efetivos, o valor total da folha era de R$ 247.816,55 e a receita do PREVDANTA era de R4 59.475,97. Já em agosto de 2018, em razão do concurso público para provimento de cargos efetivos, o número de  servidores efetivos passaram para 176, a folha de pagamento foi para R$ 322.232,15 e, com isso, a receita do PREVDANTA cresceu 30% (R$ 77.335,71).

Portanto, um aumento na receita de R$ 17.859,74 com o aumento do número de contribuintes após o concurso público.
Na oportunidade, os Vereadores fizeram seus questionamentos, podendo assim, esclarecer suas dúvidas.